Casa de Recuperação e Benefícios Bezerra de Menezes

Congressos Roustaing

Espíritas, amai-vos, eis o primeiro ensinamento. Instruí-vos, eis o segundo. — O Espírito da Verdade

LUZ E CARIDADE BRILHAM
NO XIII CONGRESSO ROUSTAING! (2017)

“Paciência. Deus prepara grandes acontecimentos para a vossa regeneração”.(“Os Quatro Evangelhos”, de J.B.Roustaing, Tomo I, Item 76)

Nossos anfitriões não podiam ter local mais apropriado para a décima terceira edição do Congresso Roustaing: Centro Espírita Luz e Caridade! Essas são as bases desse evento "mambembe", que circula pelo país, anualmente, levando paz e amor e convidando a todos a se engajar na volta do CRISTIANISMO DO CRISTO.

O tema principal da edição 2017 do Congresso Jean Baptiste Roustaing foi "Reencarnação". E a razão dessa escolha é muito simples, tendo sido explicada e destacada aos presentes e aos espectadores da TV IBBIS, que fez toda a cobertura do evento, logo em seu início, na sessão de abertura conduzida por nosso irmão Jorge Damas Martins, às 20hs do dia 02/06: o Centro Luz e Caridade tem como projeto social exatamente uma... MATERNIDADE! Sim, é isso mesmo, a Maternidade Dr. Adalberto, uma valorosa iniciativa liderada pelo nosso confrade Antônio Fernandes, que oferece às mães da região, e especialmente às mais simples, ou às que enfrentam dificuldades, a oportunidade de um atendimento humano e generoso, com toda a assistência que a caridade recomenda. Parabéns aos nossos irmãos de Anápolis, obrigado por toda a hospitalidade com que nos receberam, e que Deus os inspire e ampare em sua obra no Bem!

Nessa edição o Congresso Roustaing contou com quatro palestras.

A primeira delas coube ao nosso irmão Julio Damasceno, e teve por tema a "A Reencarnação e o Amor de Deus", focalizando especialmente o caso Judas. Júlio lembrou inicialmente a passagem da obra "Crônicas de Além-Túmulo", de Humberto de Campos, psicografada pela pena abençoada de Francisco Cândido Xavier, onde se revela a encarnação redentora de Judas como Joana D'arc, na França do Séc. XV, apresentando, depois, algumas passagens de "Os Quatro Evangelhos", de Roustaing, que confirmam a revelação obtida pelo nosso Chico, no sentido de mostrar que Judas já é hoje um Espírito completamente redimido de seus erros do pretérito, e em completa sintonia com os demais integrantes do grupo apostólico. Na sequência, procurou então aproveitar os ensinos do "Caso Judas" para mostrar como a Lei de Deus funciona para propiciar o arrependimento, a expiação, a reparação e a redenção de todos nós, filhos pródigos à caminho da casa paterna...

A segunda apresentação, com o título "A Espiral do Tempo e as Reencarnações", foi feita pelo nosso prezado Dr. Maurício Neiva Crispin, do Instituto Ibbis, que brindou a todos com uma maravilhosa explicação sobre as leis gerais da evolução, aplicadas ao caso das reencarnações, e especialmente sobre a questão da retrogadação do Espírito (vide questão 118 de O Livro dos Espíritos), tão discutida em nosso meio. Trazendo brilhantes e utilíssimas referências para todos os que se interessam pelo tema, Maurício explicou que a evolução tem de ser entendida em etapas ou ciclos, dentro dos quais avanços e retrocessos são naturais e previsíveis, e que a impossibilidade da retrogradação, propriamente dita, conforme a entendemos hoje, só se dá entre esses mesmos ciclos. É por esta razão que não há a metempsicose: alguém que já alcançou o ciclo humano pode retroceder para um mundo mais atrasado, mas ainda na condição humana, sem poder voltar ao ciclo animal...

Não faltou assunto para o intervalo do almoço. Ao final dele, porém, foi a vez do nosso querido Felipe Salomão, valoroso representante do movimento espírita de Franca, SP, trazer-nos um substancioso estudo sobre o Sudário de Turim, na palestra "O Santo Sudário e a Encarnação Fluídica de Jesus". Felipe discorreu amplamente sobre o Sudário e sua tumultuada história, repleta de mudanças e controvérsias, culminando por identificá-lo como a prova mais concreta que temos da passagem de Jesus pelo orbe e de sua "ressurreição" - ou desmaterialização do corpo ectoplasmático de que se serviu para se tornar aparente (visível e tangível) entre nós... Ao final de sua apresentação, sob aplausos fervorosos da plateia, lembramo-nos de imediato da frase célebre de Emmanuel, no capítulo 58 de Religião dos Espíritos: "E, vencendo para sempre o terror da morte, não nos será lícito esquecer que Jesus, o nosso Divino Mestre e Herói do Túmulo Vazio, nasceu em noite escura, viveu entre os infortúnios da Terra e expirou na cruz, em tarde pardacenta, sobre o monte empedrado, mas ressuscitou aos cânticos da manhã, no fulgor de um jardim".

Finalmente, coube ao nosso amigo Jorge Damas Martins fechar com "chave de ouro" o nosso encontro fraterno, surpreendendo a todos com a palestra "As Origens da Encarnação e os Criptógamos Carnudos". Jorge já havia trabalhado esse tema em outras oportunidades, inclusive na biografia de João Baptista Roustaing, publicada pela nossa CASA ("Jean Baptiste Roustaing, Apóstolo do Espiritismo" - 1a. ed. em 2005 e 2a. ed. em 2016), mas foi realmente muito proveitoso rever todas as considerações que tem sobre esse assunto. Primeiro, mostrando que os Espíritos autores serviram-se dessa expressão apenas para efeito de comparação, assim como o próprio Codificador dela se serviu, para essa mesma finalidade, em outras oportunidades. Segundo, explicando as origens de nossa encarnação, seus primeiros estágios, nos reinos mineral, vegetal e animal, e toda a miríade de fases por que passamos para chegar, enfim, à condição da "simplicidade e ignorância", etapa da evolução em que alcançamos a condição humana. Enfim, uma pérola de palestra, felizmente registrada pelas câmeras potentes da TV IBBIS!

Para felicidade nossa, a CRBBM fez-se também novamente presente, em mais esta edição do Congresso Roustaing, lançando o seu 14o título - A QUEDA ORIGINAL SEGUNDO O ESPIRITISMO, DE J.E. Guillet, com Organização e Notas de Jorge Damas Martins. Exemplares foram distribuídos a todos os presentes, e sua versão digital já está também disponível para download gratuito aqui em nosso site, em nossa Biblioteca Virtual.

Os Congressos Roustaing são uma homenagem contínua ao Espiritismo Cristão e à liberdade de pensamento! Que muitas e muitas outras edições venham a caminho! A próxima já tem local e data definidos: Centro Espírita Estudantes da Verdade, de Volta Redonda, RJ, no segundo fim de semana de junho de 2018.

Abs a todos e... até lá!


(VEJA TAMBÉM OS VÍDEOS DOS CONGRESSOS ROUSTAING)

XII CONGRESSO ROUSTAING:
FESTA DE LUZ! (2016)

Auditório do Regeneração - Congresso Roustaing 2012O “céu” e a Terra algumas vezes festejam juntos. São oportunidades raras, mas quando ocorrem iluminam os corações de alegria e paz, envolvendo a todos em vibrações especiais, vivas, intensas, que inspiram nos corações o melhor do bem e do belo.

Foi assim o XII CONGRESSO ROUSTAING, realizado nesse mês de junho, dias 03 e 04, na sede do Grupo Espírita Regeneração, aqui do Rio de Janeiro. Mais de trezentas pessoas compareceram ao Teatro BEZERRA DE MENEZES às 19 horas do dia 03, uma sexta-feira, para a abertura do evento, que contou também com a cobertura em tempo real da TV IBBIS (http://www.tvibbis.org/), via internet, levando a celebração dos 150 anos de ESPIRITISMO CRISTÃO para o Brasil e o mundo...

Após as palavras iniciais do Presidente do Regeneração e do Congresso, Walter Pereira Alves, o confrade Júlio Damasceno abriu a programação com a palestra O Evangelho do Futuro, celebrando os 150 anos da publicação da obra OS QUATRO EVANGELHOS – a magistral obra mediúnica recebida pela médium Émilie Collignon e organizada por Jean Baptiste Roustaing – como o pleno cumprimento da promessa do Cristo quanto ao envio do “Consolador”, destinado a “ensinar todas as coisas” e “lembrar tudo o que Ele havia dito” (Jo. 14: 24 e 25). “Um elo perfeito une a obra de Roustaing à Codificação Kardequiana – disse Júlio.

No sábado, pela manhã coube ao prezado escritor e conferencista Jorge Damas Martins dar prosseguimento aos trabalhos, apresentando o tema As setes casas espíritas de Jean Baptiste Roustaing. Jorge ofereceu ao público um verdadeiro painel histórico, resgatando passo a passo a trajetória da obra de Roustaing e marcadamente a participação de memoráveis instituições espíritas no esforço por sua divulgação.

Ao final da manhã falou o notável médico e escritor espírita Gilberto Perez Cardoso, discorrendo sobre a Medicina na obra de Roustaing. Gilberto trouxe a todos elucidações sobre a história da Medicina e suas perspectivas futuras, com destaque para a tendência à plena integração dos chamados “sistemas médicos”, como a alopatia e a homeopatia, com as tradições espirituais, como o magnetismo e o sonambulismo magnético, conforme previsto em "Os Quatro Evangelhos".

A última palestra da programação coube ao também médico, escritor e conferencista Maurício Crispin, Coordenador Geral do Ibbis, que “sacudiu” a plateia, depois do almoço, com o tema A Revelação do Corpo Fluídico de Jesus à luz da Nova Física. Maurício lembrou primeiro ao público as revelações contidas na obra de Roustaing sobre a biologia supranormal de Jesus, condizente com o seu patamar de espírito puro, para, depois, trazer uma variedade de conceitos da chamada “Nova Física” que confirmam a cada passo os ensinos de “Os Quatro Evangelhos”.

Ao longo do evento, as apresentações artísticas trouxeram também a sua contribuição para o clima de espiritualidade e confraternização. Na abertura, emocionou a todos o casal de cantores WANDER e MARIA HELENA; no encerramento, a encantadora presença da cantora lírica ANATASHA MECKENA contagiou aos presentes com suas vibrações de espiritualidade e paz justo na hora da ... Ave Maria!

Não podia ter melhor desfecho uma festa que foi toda espiritual...

Os participantes do XII CONGRESSO ROUSTAING ainda saíram com uma bela lembrança em mãos – um exemplar da nova edição de “JEAN BAPTISTE ROUSTAING, APÓSTOLO DO ESPIRITISMO”, de Jorge Damas Martins e Stenio Monteiro de Barros, distribuída gratuitamente pela Casa de Recuperação e Benefícios Bezerra de Menezes, como parte da celebração de seu 55º aniversário.

A próxima edição do CONGRESSO ROUSTAING será em Anápolis, Goiás, em 03 de junho de 2017.

Até lá!


(VEJA TAMBÉM OS VÍDEOS DOS CONGRESSOS ROUSTAING)

VI CONGRESSO ROUSTAING REÚNE NA BAHIA TRADIÇÃO E MODERNIDADE

Feira de Santana foi o palco da realiza- ção do VI Congresso Jean Baptiste Roustaing, nos dias 12 e 13 de junho, contando com a presença de mais de 120 pessoas nas instalações do Centro Espírita Jesus de Nazaré, promotor do evento, e mais 300 outras que acompanharam a sua programação diretamente pela internet, das mais variadas partes do Brasil e do mundo, através das rádios web "Alvorada" e "Boa Nova".

Inspirado pelo desejo de seus promotores, liderados pelo casal Susi e André Barboni (foto abaixo), de salientar cada vez mais a relação de continuidade e complementariedade das obras de Kardec e Roustaing e ao mesmo tempo de inserir o evento na agenda de celebrações do centenário de Chico Xavier, este Congresso teve por tema “Roustaing, Kardec e Chico Xavier: evangelizadores do mundo moderno", destacando ao mesmo tempo a harmonia das obras destes missionários do Cristo e ainda a relação estreita da Bahia com eles e com a história do Espiritismo no Brasil:

"Foi exatamente pela Bahia, berço da civilização brasileira, que as obras de Kardec e Roustaing chegaram ao nosso país, pelas mãos abençoadas do nosso grande pioneiro, Luis Olímpio Teles de Menezes", lembrou o nosso irmão Jorge Damas Martins, um dos oradores do evento.

As atividades do encontro tiveram início na tarde do sábado, dia 12, com abertura solene feita em homenagem ao saudoso Dr. Oswaldo Requião, um dos pioneiros do Espiritismo em Feira e de saudosa memória para todos nós. Coube à nossa irmã Vera Garcia, de Volta Redonda, lá representada por ela e pelo nosso prezado Luiz Carlos de Carvalho, ex-presidente da Associação Espírita Estudantes da Verdade, fazer a palestra inaugural , com o tema central do Congresso Roustaing 2010.

Vera aproveitou o ensejo para chamar a todos para a responsabilidade do momento, lembrando sermos nós, os espí- ritas, os "trabalhadores da última hora", compromissados, portanto, com a vivência do Cristianismo do Cristo no limite de nossas possibilidades individuais, e "sacudiu a platéia" com uma reunião primorosa de citações de grandes lideranças de nosso movimento como a que segue, do inesquecivel Caibar Schutel:

"Não sois espíritas à revelia das circunstâncias. Sede leais à fé".

Na sequência de Vera falou o companheiro de nossa CASA, Julio Da- -masceno, apresentando o tema "Elos Doutriná- rios: De Collignon a Chico Xavier". Júlio expôs a todos, então, um quadro comparativo tríplice, com exatamente 300 citações coligidas,reunindo trechos das obras "Os Quatro Evangelhos" - recebida mediunicamente por Émilie Collignon, uma das grandes médiuns do Espiritismo nascente em França, no século XIX, da Codificação Kardequiana e dos cem primeiros volumes recebidos mediunicamente pelo nosso Chico, sobre os mais variados temas.

"As obras de Chico e Kardec se harmonizam em cada passo com as revelções de "Os Quatro Evangelhos", mas as pessoas simplesmente não sabem disso porque muitas vezes não tiveram acesso direto, ainda, à obra de Roustaing, e nós as convidamos a conhecê-la pessoalmente. É importante que cada um verifique essa relação de continuidade e complementariedade por si só, através da leitura e estudo próprios, sem sem deixar levar pela opinião de terceiros",destacou Julio.

O "grand finale" do dia, no entanto, estava reservada para a palestra do sempre animado Dr. Maurício Neiva Crispin, apresentando, desta vez, o tema "A Natureza de Jesus".

Maurício realmente surpreendeu e encantou a todos trazendo em sua exposi- ção uma abordagem extremamente didá- tica sobre física quântica, relacionando, em seguida, algumas das mais avançadas conquistas da ciência moderna com passagens da obra "Os Quatro Evangelhos" ligadas à natureza do corpo de Jesus. "A compreensão da biologia de Jesus nos leva à mais alta ciência, vamos precisar de tempo e humildade para entendê-la da forma devida" - ponderou Maurício.

Na manhã do domingo coube ao nosso irmão Jorge Damas Martins encerrar as atividades do VI Congresso Roustaing com a apresentação do Seminário "Ponte Evangélica, de Bordeús a Pedro Leopoldo". Na primeira parte de sua exposição, Jorge traçou um pequeno resumo biográ- fico do grande homenageado do evento, Jean Baptiste Roustaing, deixando para a segunda parte a conexão de sua obra "Os Quatro Evangelhos" com destaques da obra de Chico Xavier.

Interessante, aliás, em relação a esta segunda parte de sua palestra, é que Jorge já publicou, há muitos anos, um volume exatamente com este tema - "Ponte Evangélica, de Bordeús a Pedro Leopoldo", que acabou tornando-se absolutamente atual e apropriado ao Congresso Roustaing de Feira em função do tema central escolhido e pelo seu objetivo de integrar-se às comemorações do centená- rio de Chico Xavier.

Trazendo para o evento toda a sua alegria e citações preciosas para nossa reflexão sobre a obra de Roustaing, Jorge aproveitou a transmissão "ao vivo" das palestras do Congresso pela internet, com o generoso auxílio oferecido pelo nosso querido Adilson Big Boy, da rádio Alvorada, e Adriano Marques, da rádio Boa Nova (SP) para enviar aos espíritas de todo o Brasil e até de fora de nosso país um recado todo especial, fechando com "chave de ouro" aqueles dois dias memoráveis de estudo e fraternidade: "A maior caridade que se pode fazer à nossa Doutrina é divulgá-la, e esta recomendação vale em cheio também para a obra "Os Quatro Evangelhos", que é exatamente o Evangelho redivivo em sua pureza original: leiam, estudem, divulguem esta obra, no limite de suas possibilidades".

Que Deus abençoe Feira de Santana, terra abençoada dos nossos queridos Divaldo Franco e Ariston Teles, por nos ter dado a todos mais esta oportunidade de estudo conjunto de uma das mais importantes obras mediúnicas de todos os tempos.

O VII Congresso Roustaing será no Rio de Janeiro, em junho de 2011. Até lá...


(VEJA TAMBÉM OS VÍDEOS DOS CONGRESSOS ROUSTAING)

SHOW DE HOSPITALIDADE NO V CONGRESSO ROUSTAING, REALIZADO EM FRANCA-SP

O V Congresso Jean Baptiste Roustaing foi promovido em Franca, interior de São Paulo, nos dias 19 e 20 de junho último, na sede da Fundação Educandário Pestalozzi, uma escola espírita fundada pelo casal Dr. Tomás Novelino, médico, e sua esposa professora Maria Aparecida Rebelo Novelino, em 1944 (vide foto).

A escolha do local não poderia ter sido mais feliz. A instituição fundada por Dr. Novelino tem uma história belíssima, que se adequa em tudo por tudo ao ideal cristão representado pela obra “Os Quatro Evangelhos” e pela própria figura de Roustaing.

Quando jovem, Dr. Novelino foi discípulo do grande Eurípedes Barsanulfo, em Sacramento (MG), no Colégio Allan Kardec (o primeiro Colégio Espírita do Mundo), de 1916 a 1918, quando da desencarnação de Barsanulfo.

O casal Novelino tinha um sonho em comum: abrir uma escola. Eis que em 1943, em Franca, por obra do “destino”, esse sonho ganhou corpo, quando o casal se deparou com a intolerância religiosa: numa escola local um diretor fanaticamente católico expulsou um aluno por pertencer a uma família espírita que se recusava a cumprir os rituais da igreja. Os Novelino protestaram publicamente contra a ação discriminatória da escola e, apoiados pela maçonaria e pela comunidade espírita, terminaram por fundar, em 1944, o Educandário Pestalozzi, exatamente com o propósito de oferecer educação de qualidade à crianças de todos os credos, no melhor espírito universalista.

Impossível resumir aqui o quanto de sacrifícios ingentes foram exigidos ao jovem casal para a materialização de seu sonho. No seu projeto colocaram todos os seus recursos pessoais, até o limite das próprias possibilidades, chegando ao ponto em que uma das soluções antevistas para dar prosseguimento às obras e à manutenção da escola foi dar início à produção de sapatos infantis, para angariar recursos com a venda de uma pequenina produção. Ainda hoje, na escola, há um pequeno quarto-oficina em que se conta a história do primeiro salto de sapato produzido no local.

Atribui-se ao valoroso Fabiano de Cristo a frase “o pouco em Deus é muito”. Pois foi com seus pequenos sapatos e com a ajuda de um punhado de amigos que o casal Novelino construiu, dia a dia, uma das mais belas instituições educacionais de nosso país, orgulho para Franca e para toda a comunidade espírita, com certeza, pela história de vida e amor que representa. Impossível ouvir esta histó- ria e não lembrar de imediato da vida de Roustaing, de sua origem humilde, dos imensos esforços necessários para tornar-se advogado e mais tarde um dos grandes jurisconsultos da França do século XIX para, finalmente, ser um missioná- rio do Cristo na preparação e publicação da obra “Os Quatro Evangelhos”, de autoria espiritual dos próprios evangelistas, Mateus, Marcos, Lucas e João, numa série de mensagens recebidas pela médium Emilie Collignon, uma das grandes médiuns da história de nossa Doutrina. É que os grandes trabalhadores do Cristo têm isto em comum: sabem fazer muito com pouco, porque quando o amor é grande tem realmente o poder de multiplicar benesses aos que o cercam, a partir de pequenas migalhas de recursos humanos somadas a uma imensa disposição de trabalho e boa vontade...

Pois foi no auditório desta instituição – diziamos – que se realizou o V Congresso Jean Baptiste Roustaing. Foi num acolhedor auditório de escola que aproxidamente cem pessoas passaram o fim de semana estudando, em conjunto, a Codificação Kardequiana e a obra “Os Quatro Evangelhos”, única obra mediúnica da literatura espírita que explica, versículo a versículo, tudo aquilo que Jesus ensinou e exemplificou, quando esteve entre nós.

A programação começou ainda na sexta-feira dia 19, à noite, com a palestra sempre bem humorada do confrade Ariston Santana Teles, de Brasília, com o tema central do evento: “Jesus, nem Deus, nem Homem”. Na manhã do sábado, dia 20, os trabalhos tiveram início com a palestra do prezado Gilberto Perez Cardoso, conceituado médico e escritor aqui do Rio de Janeiro, conhecido principalmente pelas obras publicadas em parceria com o saudoso Newton Boechat, com o tema “Biologia do Futuro”.

Gilberto discorreu com extrema segurança e riqueza de detalhes sobre o tema, destacando aspectos relevantes principalmente sobre as materializa- ções espíritas, logo ele que, nascido em Campos dos Goytacazes (RJ), teve a oportunidade de acompanhar de perto a vida e a obra de um dos maiores médiuns que o Brasil já teve para este tipo de fenômeno, o Peixotinho.

Após breve intervalo coube ao confrade e amigo Jorge Damas Martins dar prosseguimento às atividades apresentando um breve resumo da vida de João Batista Roustaing aos congressistas, com base em mais de 20 anos de estudo e pesquisa sobre o tema, em parceria com o prezado Stênio Monteiro de Barros, reunidos na obra “Jean Baptiste Roustaing, Apóstolo do Espiritismo”, publicada em 2005 pela nossa CASA.

Das palavras de Jorge sobressai a vida digna, exemplar, repleta de exemplos cristãos deste grande discípulo de Allan Kardec que foi Jean Baptiste Roustaing, o chamado “Missionário da Fé”, no dizer de Humberto Campos (vide “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”, psicog. de Francisco Cândido Xavier).

Os momentos de arte do V Congresso Roustaing tiveram a participação do cantor Saulo Couto, um talento que mora em Franca e que surpreendeu a todos com performances musicais impressionantes por seu lirismo e sensibilidade, com base em grandes temas da música universal.

Retornando o grupo do almoço, ainda no sábado, foi a vez do confrade Julio Damasceno, aqui da CASA, a fazer a palestra de lançamento de seu novo livro, “Examinai Tudo”, onde faz um estudo comparado das obras “O Livro dos Espí- ritos”, de Allan Kardec, com “os Quatro Evangelhos”, de Roustaing, trabalho também publicado recentemente por esta CASA.

Júlio concentrou sua exposição na demonstração da relação de continuidade e complementariedade que existe entre estas obras, oferecendo a todos ferramentas permanentes para o estudo regular desses dois grandes pilares da literatura espírita.

Finalmente, na segunda metade da tarde do dia 20, tivemos a sempre agradável e saborosa palestra do Dr. Maurício Neiva Crispin, de Brasília, que concluiu o Congresso com o tema “Jesus e o Magnetismo”.

Sem que nada houvesse sido previamente ajustado, entre Maurício e Gilberto, em relação às suas palestras, o fato é que Maurício enriqueceu ainda mais o substancioso material visto pela manhã, acrescentando preciosas informações sobre os diversos tipos de fluidos e suas propriedades e aplicações.

O ambiente do Congresso não poderia ser melhor. Repleto de harmonia, alegria e fraternidade, bem no estilo de seu organizador, Felipe Salomão (foto à esquerda), e de seus companheiros de equipe, valorosos representantes da comunidade espírita de Franca, que o ajudaram a realizar com seu esforço e dedicação o melhor quinto Congresso Roustaing que se poderia imaginar...

Eram poucos braços, mas multiplicaram-se em muitos pela energia advinda do prazer de fazer o bem e ajudar ao próximo.

Que Deus os abençoe. Vamos guardar para sempre, em nossos corações, a doce sensação de acolhimento e hospitalidade com que fomos todos recebidos em Franca. Uma lembrança feliz, que agora, graças à eles, traremos sempre viva em nossas almas. Que Deus abençoe Franca. O próximo Congresso Roustaing será em Feira de Santana, Bahia, em junho de 2010. Até lá!


(VEJA TAMBÉM OS VÍDEOS DOS CONGRESSOS ROUSTAING)

IV CONGRESSO ROUSTAING: ENCONTRO DE ARTE E ESPIRITUALIDADE (2008)

Um encontro perfeito de arte e espiritualidade.

Assim pode-se resumir, em poucas palavras, o que foi o IV Congresso Jean Baptiste Roustaing, realizado nos dias 07 e 08 de junho, em Volta Redonda, pela Associação Espírita Estudantes da Verdade (AEEV), nas instalações da Escola de Engenharia e Metalurgia da Universidade Federal Fluminense.

Nossa CASA esteve lá, representada por uma caravana de quase setenta pessoas, que partiram de nossa sede às 9hs da manhã do sábado em direção à Volta Redonda, onde, hora e meia depois de agradável viagem, aguardava-nos um fim de semana realmente inesquecível...

Depois de meses de ansiosa expectativa, tivemos todos a oportunidade de participar de um encontro de muito estudo e muita fraternidade, que assinalou, mais uma vez, a complementariedade perfeita existente entre a Codificação Kardequiana e a obra "Os Quatro Evangelhos", de Roustaing e a importância do estudo conjunto dessas duas obras.

O TRABALHO COMO FATOR DE EVOLUÇÃO

O tema do Congresso Roustaing deste ano não poderia ter sido mais inspirado e mais afinado com as tradições de sua cidade-sede, Volta Redonda: o trabalho. Orbitando ao redor do tema proposto pela direção da AEEV, os expositores trouxeram variados elementos de reflexão sobre o tema, lebrando a todo instante a frase célebre do apóstolo Tiago, em sua carta eternizada no Novo Testamento: "mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras".

Ficou claro, no entanto, a partir das considerações feitas, que o trabalho dos trabalhadores da última hora, que somos todos nós, habitantes do planeta Terra nesta alvorada do século XXI, não pode mais ser apenas o de simples trabalho propagandístico, proselitista e dirigido "aos outros", conforme interpretamos no passado o "Ide e Pregai" do Cristo (Mt.16:15); mas sim o do "tome cada um a sua cruz e siga-me" (lc.9:23), ou seja, é o Evangelho aplicado a nós mesmos, tanto para a correção dos nossos defeitos como para o desenvolvimento operoso e diário das virtudes que deejamos, cujo esforço de elaboração não pode nem deve ser delegado a terceiros...

A melhor pregação que existe é o exemplo - dizem-nos os Espíritos Superiores, em ambas as obras, tanto nas de Kardec como na de Roustaing: "A melhor oração é o trabalho" (QE, Tomo I, item 29); "a prece do dia é o cumprimento dos vossos deveres" (ESE, Cap.XXVII).

Ao final do encontro, a certeza, para todos, de que o Cristianismo do Cristo está realmente de volta, e se manifesta, no mundo, através do trabalho silencioso de nossas próprias mãos...

ARTE EM CENA

Logo de início, os promotores do evento surpreenderam a todos com a encenação de pequenas esquetes teatrais que tinham como tema passagens evangélicas, seguidas da execução "ao vivo" de trechos de inspiradoras obras clássicas por uma orquestra de cordas e teclado da "Oficina de Artes Educação do Talento", que comoveu a todos com sua rara sensibilidade.

Estava assim preparado o ambiente para o começo dos trabalhos do Congresso, cuja primeira palestra coube ao irmão Ariston Santana Teles, de Brasília, que discorreu sobre o tema "O Trabalho como Fator de Evolução". Bem humorado e descontraído como sempre, Ariston destacou principalmente a necessidade da alegria no cumprimento dos próprios deveres, lembrando a todos a importância para o cristão de aprender a servir ao próximo "de todo coração e todo entendimento".

Depois de Ariston, foi a vez do nosso irmão Jorge Damas Martins de apresentar ao público presente - quase 300 pessoas - um breve panorama sobre a biografia de Roustaing, com base nas pesquisas que realiza há mais de 20 anos sobre o tema, em parceria com o confrade Stenio Monteiro de Barros. Ilustrando sua palestra com muitas fotos e documentos da época, obtidos diretamnte da França, Jorge salientou a todos a operosidade de Roustaing, ao longo de toda a sua vida, primeiro na dedicação à carreira profissional, como advogado e presidente da Ordem dos Advogados de Bordeaux e, mais tarde, à Causa do Cristo, na divulgação da Doutrina por todos os meios possíveis ao seu alcance.

Outras intervenções artísticas permearam os intervalos entre uma palestra e outra. Depois da do Jorge, por exemplo, tivemos a apresentação de um jovem violinista, de apenas 12 anos, de incrível talento, chamado Luiz Alfredo Montenegro. O pequeno Luiz é uma verdadeira "prova" ambulante da realidade da reencarnação...

Ainda como parte da agenda do primeiro dia, tivemos a participação de outro amigo de nossa CASA, o Dr. Maurício Neiva Crispin, autor da obra "Desobsessão por Corrente Magnética", que estudamos com o Almir sempre nos segundos sábados. Maurício trouxe subsídios importantes para reflexão dos presentes sobre o tema "Evolução e Trabalho", mostrando, didaticamente, a correlação das obras de Kardec, Roustaing e Pietro Ubaldi sobre o tema, através de uma variedade de citações muito bem concatenadas.

Concluído o primeiro dia de Congresso, repleto de muito trabalho, o Presidente da Associação Espírita Estudantes da Verdade, Luiz Carlos de Carvalho, aproveitou a oportunidade para apresentar a todos o prezado Felipe Salomão, que promoverá a próxima ediçãodo Congresso Roustaing, em Franca, SP, como o tema "Jesus, nem Deus, nem homem". Impossibilitado de permanecer para as atividades do segundo dia do evento, Felipe fez uma breve saudação, parabenizando a AEEV pelo esmero na organização do quarto Congresso e convidando a todos, por antecipação, para o encontro do ano que vem.


DE VOLTA AO CRISTIANISMO DO CRISTO...

No segundo dia, domingo, tivemos ainda mais duas palestras.

Primeiro, a do Dr. Gilberto Perez Cardoso, outro amigo querido de nossa CASA, com o tema "Medicina e Doença na Obra de Roustaing - Como Trabalhar esses conceitos".

Gilberto apresentou em poucos minutos um resumo precioso da história da medicina, com destaque para as participações de Hipócrates, Paracelso, Hanemman e Mesmer, dentre outros; salientando, ao final, subsídios importantes presentes na obra de Roustaing para o prosseguimento da evolução da ciência médica, a caminho de sua espiritualização.

Na sequência falou o nosso irmão Júlio Damasceno sobre o tema "Oração e Trabalho", culminando sua apresentação com o lançamento de mais uma obra publicada por nossa CASA, "Em Verdade Vos Digo", onde faz-se uma comparação completa e minuciosa entre "O Evangelho Segundo o Espiritismo", de Kardec, e "Os Quatro Evangelhos", de Roustaing.

Eram aproximadamente 12 horas de domingo quando chegamos aos momentos finais do IV Congresso Jean Baptiste Roustaing...

A organização do evento convidou a todos os palestrantes a subirem ao palco e comporem a mesa, junto com o prezado Luiz Carlos, que muito gentilmente passou a palavra ao nosso irmão Azamor Serrão Filho, Presidente de nossa CASA, para fazer a prece de encerramento.

Feita a prece, distribuiu-se a todos, gratuitamente, exemplares da obra "Em Verdade Vos Digo", como pequena lembrança daqueles momentos que vivemos juntos.

Acompanhamos o movimento do público de olho "comprido"... as pessoas recebiam o livro sorrindo... estavam todas felizes, abraçando-se, despedindo-se com genuína alegria.

Na saída, o contraste da luz ambiente do salão de conferências com a do sol brilhante, lá fora, parecia uma verdadeira onda de esperança, a bafejar todos os corações. O céu estava muito azul. A brisa nos envolvia, suave, como que abraçando a cada um. Uma energia diferente irradiava por todo o ambiente.

Aprendemos, ali, um pouco mais sobre o verdadeiro sabor do Evangelho do Cristo.

Aquecendo os nossos corações, ele nos torna mais alegres, mais fraternos, mais gentis, mais humanos!

Diante deste sol esplendoroso, toda sas dores e as sombras do nosso eu se apagam, naturalmente.

Refletindo sua luz, nossas almas brilham de felicidade, e de esperança! Esperança num futuro melhor. Esperança na nossa superação pessoal e na confraternização geral com todos os que fazem parte de nossas vidas.

Já sentiu alegria em dar o passo seguinte?

Parece tão pouco, tão pequenino, mas pense bem, ele é o símbolo perfeito da imensa, da gigantesca capacidade que tem a alma humana de seguir em frente, em qualquer situação, de braços e corações abertos em direção ao grande Sol da Vida que é Deus, nosso Criador...

A todos Paz, e até 2009!


(VEJA TAMBÉM OS VÍDEOS DOS CONGRESSOS ROUSTAING)

III CONGRESSO ROUSTAING:
UM FIM DE SEMANA DE LUZ E PAZ (2007)

Quando abriram-se as portas do auditório "A" do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, em Botafogo (Rio de Janeiro, RJ), às 8,00h da manhã de sábado, 16 de junho, quase quatrocentas pessoas adentraram o salão do III Congresso Jean Baptiste Roustaing sorrindo. Felizes. Fraternas.

Vinham de muitos centros do Rio de Janeiro - mais 30 centros diferentes - e de diversos pontos do Brasil. A turma de Goiânia ganhou nota "dez" em animação: viajou quase 20 horas seguidas de ônibus, entre a capital goiana e o Rio de Janeiro, na sexta-feira, apenas para participar daquele evento que ali tinha seu início.

Nos crachás, apenas o nome de cada um. Não havia rótulos. Nem "kardecistas". Nem "roustanistas".

Apenas espíritas. Juntos. Querendo aprender, estudar, confraternizar. Naquele momento não estávamos preocupados com possíveis diferenças de opinião. Vivíamos apenas o contentamento de estar ali reunidos, fazendo parte de uma festa de luz que apenas começava...

"Espíritas, amai-vos uns aos outros, eis o primeiro ensinamento - diz o Espírito da Verdade em "O Evangelho Segundo o Espiritismo" - "e Instruí-vos" - acrescenta. "Meus discípulos serão conhecidos por muito se amarem" - disse o Cristo.

Há momentos da vida que são assim.

Uma energia especial corre pelo ar. Sentimos, então, que algo importante está acontecendo conosco e ao nosso redor. Algo diferente. Uma emoção especial toma conta do coração, que se acelera e vibra intensamente.

Estávamos ali fazendo parte da história. Foi virada uma página importante da história espírita, porque todo um ciclo antigo, de polêmica e azedume entre irmãos de ideal, apenas em função de diferença de opiniões, estava sendo substituído por uma atitude mais madura, mais sábia, mais cristã, de legítima fraternidade entre irmãos em Cristo, de trabalhadores da última hora, que sabem olhar para o que verdadeiramente é importante em meio a esta imensa crise de valores por que passa a humanidade.

Bem, disse o Cristo que toda a vez que houvesse pelo menos dois reunidos em Seu Nome, ali também estaria Ele, entre eles.

Criadas as condições propícias, pelo clima de fraternidade reinante, como que uma brisa de bom senso e entendimento bafejou todo o ambiente, dando ensejo para que enfim o estudo da obra "Os Quatro Evangelhos", de Roustaing, pudesse ser feito com o vagar e a seriedade necessários a todo estudo que se deseja efetivamente proveitoso, conforme recomendado pelo próprio Codificador.

Ao final dos dois dias de intensa atividade, o resultado não poderia ser diferente: mais entendimento, mais contentamento e mais fraternidade.

Observados em profundidade, constatou-se que Kardec e Roustaing são apenas ramos diferentes ramos da árvore do Evangelho do Cristo e que, nesta condição, oferecem frutos de mesma natureza e de intenso sabor aos que desejem degustá-los.

Vivemos no Brasil, no Coração do Mundo, Pátria do Evangelho.

Os problemas "lá fora" são graves e muitos, encontramo-nos em um difícil momento de transição mas, do fundo do coração, ao final daquele encontro, pudemos constatar, qual São Tomé, que qualquer problema, por mais antigo e difícil que seja, pode ser resolvido satisfatoriamente quando irmãos se encontram e se confraternizam reunidos por um mesmo ideal.

Por um instante que seja, aconteceu: ali estávamos realmente de volta ao Cristianismo do Cristo.

MUITA LUZ...

Nossa CASA nunca havia promovido um evento dessa natureza e proporção. Estávamos todos estreando em uma situação de exposição completamente avessa à natureza da instituição exclusivamente por amor à Causa, por entender que era preciso somar o nosso esforço e a nossa voz ao trabalho dos companheiros de Brasília e Goiânia, que já haviam igualmente realizadoas duas primeiras edições do Congresso Roustaing.

É assim que, pouco a pouco, or todo o país divulga-se o binômio Kardec-Roustaing, demonstrando-se, com a calma e serenidade necessárias, a relação de continuidade e complementariedade que há entre essas duas obras.

Foi, portanto, na condição de "mestre de cerimônias" improvisado, que o Superintendente do Departamento Mediúnico de nossa CASA, Almir Gomes de Souza (foto à direita), deu início ao III Congresso Roustaing, convidando a todos a acomodarem-se para o início dos trabalhos. Apagadas as luzes, o ator e mímico Álvaro Assad presentou ao público com uma expressiva performance chamada "Assim é a vida", sensibilizando a todos e preparando o ambiente para a prece que viria na sequência.

Para a prece inicial, de abertura do Congresso, o Presidente de nossa CASA, Azamor Serrão Filho, convidou ao representante da Federação Espírita Brasileira, o prezado Afonso Soares (foto à esquerda), redator de "O Reformador", amigo querido da CASA e que já nos honrou, em 2005, quando do bicentenário de Roustaing, com a tradução da Introdução e do Prefácio de "Os Quatro Evangelhos" para o Esperanto.

Afonso fez uma prece sentida, inrtensa, parecia que resumia e ao mesmo tempo acentuava, com suas palavras, toda a vibração e a harmonia que reinavam no salão de conferências.

Concluída a abertura do evento, coube ao médium e escritor Ariston Santana Teles manter a "tradição" dos Congressos Ubaldi e Roustaing e fazer a palestra inaugural, com o tema geral do congresso: "De Volta ao Cristianismo do Cristo".

Trazendo ao público a sua mensagem, com a leveza e o bom humor já conhecidos de todos, Ariston (foto à esquerda) trouxe ao evento uma reflexão importante sobre a necessidade imperiosa de estudarmos e testemunharmos o Evangelho do Cristo, em meio a esta grande crise moral que se abate sobre a humanidade inteira:

A obra Os Quatro Evangelhos traz de volta a palavra do Cristo diretamente da Galileia distante, e fala profundamente aos nossos corações. Precisamos saber ouvi-la. É o Consolador Prometido que aí está, lembrando e explicando palavra a palavra tudo o que nos disse o Cristo, completando em sua plenitude o trabalho de resgate dos textos evangélicos, em sua pureza original, iniciado pelo Codificador em "O Evangelho Segundo o Espiritismo" e em toda a Codificação - disse Ariston.

Ainda na manhã de sábado, a palestra seguinte foi proferida por um orador igualmente conhecido e querido da comunidade espírita: Gilberto Perez Cardoso, co-autor, junto com o inesquecível Newton Boechat, de obras importantes como "Do Átomo ao Arcanjo" e "Na Madureza dos Tempos", entre outras.

Gilberto fez um estudo aprofundado sobre "a biologia do supranormal", compreendida como a biologia do homem do futuro, a evolução biológica da nossa espécie.

Concentrando sua exposição no estudo técnico das ectoplasmias, passando inclusive pela análise da fórmula química do ectoplasma e da leticina fosfórica; do magnetismo e da estrutura da matéria física espiritual, Gilberto explicou que o corpo de que Jesus se serviu para manifestar-se em nosso planeta foi uma materialização ectoplasmática, perfeita e de longo curso e, ao mesmo tempo, uma antecipação evolutiva do tipo de organização física que a humanidade terá no futuro.

Temos de ver Jesus também como modelo biológico - disse Gilberto. Ao final, o consenso entre os presentes é de que a palestra de Gilberto foi um dos melhores estudos já feitos sobre a questão do "Corpo Fluídico" de Jesus.

MUITA PAZ

Retornamos do intervalo do almoço embalados pelo sax de nosso confrade Daniel de Moraes. Coube aos amigos Jorge Damas Martins e Julio Damasceno a apresentação do seminário previsto para a parte da tarde: "Kardec e Roustaing à luz da Ciência e da Razão".

Júlio fez a primeira parte, dedicando-se a demonstrar, da forma mais clara e suscinta possível, a relação de continuidade e complementariedade existente entre "O Evangelho segundo o Espiritismo", de Allan Kardec, e "Os Quatro Evangelhos", de Roustaing. Para tanto, serviu-se de extratos de um estudo comparado que fez das duas obras, coligindo os coomentários feitos em ambas, sobre as passagens evangélicas citadas pelo Codificador em "O Evangelho Segundo o Espiritismo", apenas para mostrar como coincidem em seu ensino moral, alinhadas com a essência do Cristianismo do Cristo. Júlio, porém, surpreendeu a todos tirando as referências de origem das citações apresentadas, de tal forma que não se conseguia mais distinguir o que era de Kardec ou de Roustaing, tamanha a semelhança verificada nos textos destas duas "joias" da literatura espírita.

A segunda parte do seminária foi apresentada pelo escritor e orador Jorge Damas Martins. Jorge concentrou-se inicialmente na exegese das escrituras ("Paternidade Legal"), aprofundando a análise de passagens relacionadas ao nascimento de Cristo e demonstrando, com uma requintada análise, a partir dos textos originais gregos, como as escrituras apontam Maria como sendo a "mãe" de Jesus, contrariando toda a tradição judaica, que privilegiava a figura masculina nos registros genealógicos, mas ainda assim com termos especiais, indicando uma relação mais espiritual que propriamente física.

Jorge concluiu seu estudo resgatando a memória do Prêmio Nobel Willian Crookes e todo o seu trabalho sobre as materializações do Espírito Katie King ("Paternidade Científica"), citando uma série de passagens onde se verifica a consistência física (ossos, órgãos, sangue etc) de uma materialização bem constituída, deixando, ao final, para os presentes, uma questão: se um Espírito de baixa evolução consegue uma materialização deste nível, que dizer do Cristo, protetor e governador de nosso planeta?

A esta altura já eram 18 horas de sábado, primeiro dia do III Congresso Roustaing. Um pequeno coral de nossa CASA se apresentou, então, cantando uma Ave-Maria de especial significado para todos os que trabalham na CASA dos Benefícios, posto que de autoria espiritual de nosso Patrono, Bezerra de Menezes, passando-se em seguida a palavra para o Orientador de nossa CASA, Paulo Serrão (abaixo, à direita), que fez a prece de agradecimento pelas bençãos do dia.

Para encerrar o primeiro dia de Congresso, uma surpresa e uma pequena lembrança a todos os presentes. Repetindo o gesto feito na ocasião do I Congresso Roustaing, em Brasília (2005), nossa CASA publicou mais uma obra para ser ofertada aos participantes do Congresso 2007. Desta vez a obra selecionada foi "Conversas Familiares sobre o Espiritismo", de autoria de Émilie Colligon, a célebre médium da obra "Os Quatro Evangelhos". Além de médium reconhecida, com mensagens suas publicadas inclusive em "O Evangelho Segundo o Espiritismo", Colligon teve também quatro obras de sua lavra reconhecidas e destacadas pela Revista Espírita. Azamor Serrão Filho, Presidente de nossa CASA (foto da esquerda) fez o anúncio do lançamento.

Destes quatro trabalhos de Collignon, já há dois publicados no Brasil. O primeiro, "Educação Maternal", em edição organizada e publicada por Jorge Damas Martins; e o segundo, "Conversas Familiares", com a edição organizada por Jorge e publicada pela CASA. Os dois restantes serão também publicados em nosso país, em breve.

Ufa!!! Foi realmente um dia intenso...

Precisávamos todos de uma boa noite de refazimento para dar prosseguimento a uma verdadeira "maratona" de palestras substanciais.

Assim foi feito e, no domingo pela manhã, depois de nova performance de Álvaro Assad, com sua "Oficina do Riso" e de prece feita pelo Coordenador da Mocidade de nossa CASA, Rodrigo Costa, recomeçamos com a palestra do Dr. Maurício Neiva Crispim, de Brasília, sobre "A Lei de Deus segundo Roustaing". Bem humorado e ao mesmo tempo incisivo em suas colocações, Maurício trouxe uma apresentação bastante abrangente sobre a evolução humana, fazendo um paralelo surpreendente de dezenas de citações de "Os Quatro Evangelhos" com a Gênese Mosaica, mostrando passo a passo as etapas mais relevantes de nossa trajetória evolutiva.

A questão 621 de "O Livro dos Espíritos" diz que temos as leis de Deus em nossa consciência, mas precisamos observá-los de fato para que nossas vidas melhorem. Temos acima de tudo um problema de vontade, que precisa ser canalizada para nossos ideais mais elevados.- disse Maurício.

Concluída a palestra de Crispin (à esquerda), Azamor Filho coordenou, depois do intervalo do café, a mesa redonda que encerrou a agenda de trabalhos do evento. A rodada de debates teve espaço aberto para as questões do público, e contou com a participação de todos os oradores e mais a do coordenador da quarta edição do Congresso Roustaing, Luiz Carlos de Carvalho, Presidente do grupo espírita Estudantes da Verdade, de Volta Redonda (RJ).

O tempo corria, mas é como se todos tentassem de alguma forma segurá-lo. Quando a equipe de trabalhadores da CASA (à direita) fez adentrar o salão um pequeno coro de crianças, de nossa evangelização infantil, cantando a música "Vovô Bezerra Querido" e depois "Quanta Luz", acompanhadas na sequência por um "solo" de violão de nosso confrade Leonardo Gouveia, a emoção tomou a todos.

Coube a Luiz Carlos, que será o Presidente do próximo congresso, a se realizar em Volta Redonda, ano que vem, fazer a prece de encerramento, visivelmente emocionado e inspirado por nossos mentores, agradecendo aquelas horas de paz e bençãos que tiemos nos dois dias de congraçamento.

Que essas bençãos se multipliquem e se espalhem por todo o país, na forma de muita paz, muita fraternidade e muito estudo em toda a seara espírita, é o que desejamos. Muitíssimo obrigado a todos os que compareceram!

Texto transcrito da ediçao número 158 de "O Cristão Espírita".





(VEJA TAMBÉM OS VÍDEOS DOS CONGRESSOS ROUSTAING)

GOIÂNIA REALIZA O 2o. CONGRESSO ROUSTAING
UMA FESTA DE LUZ (2006)

Por iniciativa dos "Amigos de Roustaing" e do Grupo Espírita Regeneração - Casa dos Benefícios / GO - realizou-se nos dias 03 e 04 deste mês, em Goiânia, o II Congresso Jean Baptiste Roustaing, este ano com o tema "A Revelação Divina é Permanente e Progressiva".

Depois do sucesso alcançado pelo primeiro congresso, no ano passado, em Brasília, era grande a expectativa por esta nova edição do evento, anseando todos pelo reencontro e pela nova rodada de troca de idéias. A receptividade à programação proposta para o congresso 2006, no entanto, foi muito além da esperada. Mais de quinhentas pessoas lotaram, nos dois dias, o amplo salão do Auditório Unip, cheias de energia, dúvidas, alegria e muita motivação para estudar, debater e conhecer melhor "Os Quatro Evangelhos". As regionais da TV Globo e SBT cobriram toda a agenda do evento, oferecendo também espaço para entrevistas aos organizadores e congressistas. Enfim, uma festa de luz, toda dedicada ao estudo da obra do Apóstolo de Bordeaux.

A agenda de palestras começou às 14,30h do sábado, dia 03. Após a abertura solene, feita por João Domenciano, presidente do Grupo Regeneração, e de breve apresentação musical do Quarteto de Cordas de Goiânia, coube ao sempre bem-humorado Ariston Santana Teles, de Brasília, fazer a Conferência Magna com o tema principal da edição 2006 do Congresso Roustaing: "A Revelação Divina é permanente e progressiva". Ariston destacou em sua exposição um ponto fundamental de "Os Quatro Evangelhos": "a "Revelação da Revelação" explica hoje o que não podíamos compreender na época do Cristo. Ela é a "explicação" da Revelação, dos Evangelhos, adequada ao pensamento e ao conhecimento de nossa época".

Na seqüência, apresentou-se o Dr. Maurício Neiva Crispin, querido e admirado por todos, trazendo o tema "A queda segundo Roustaing". Através de uma série de slides totalmente ilustrados, baseados nos ensinamentos da obra "Os Quatro Evangelhos" sobre a queda espiritual do homem, enriquecidos por dezenas de citações de Kardec, Emmanuel, André Luiz, Pietro Ubaldi e Jung, entre outros, Maurício procurou esclarecer por completo o tema da queda, conforme apresentada na obra de Roustaing, salientando passo a passo a sua fundamentação doutrinária e científica.

"A teoria da queda, apresentada na obra "Os Quatro Evangelhos" em 1866, foi amplamente confirmada pela revelação espírita do século passado e pelos avanços científicos alcançados neste período" - disse Maurício.

A programação do primeiro dia concluiu-se com a exposição do irmão Julio Damasceno, companheiro de nossa CASA, apresentando um estudo comparado das obras de Kardec e Roustaing acerca do tema "Deus". Apoiado nos comentários feitos pelo Codificador na Revista Espírita de Junho de 1866, acerca da obra "Os Quatro Evangelhos", em que o Mestre Lionês diz não haver "nenhum ponto de contradição" desta obra com o que consta em "O Livro dos Espíritos", "O Livro dos Médiuns" e "O Evangelho Segundo o Espiritismo", e em uma numerosa coleção de citações sobre o tema, retiradas destas obras, Júlio procurou demonstrar,à exaustão, a relação de completariedade no trabalho dos dois missionários, Kardec e Roustaing: "Basta comparar, de verdade, palavra a palavra, o conteúdo das duas obras, para que a afirmação do Codificador fique claramente demonstrada, e se já sabemos que este é o caminho, vamos fazer esta comparação de uma vez, a mais completa possível, para que o "mito" da divergência das obras de Kardec e Roustaing desapareça naturalmente, por absoluta falta de substância" - disse Júlio.

A manhã do segundo dia começou com uma exposição do estudioso Jorge Damas Martins, sobre os "Criptógamos Carnudos e a Evolução Primitiva". Aproveitando-se sabiamente da curiosidade natural gerada pela expressão "Criptógamos Carnudos", citada no item 58 do Tomo I de "Os Quatro Evangelhos", Jorge apresentou um estudo rico de imagens, referências e citações sobre a Evolução Primitiva, explicando-a, detalhamente, para só depois, em poucas e bem humoradas palavras, explicar de fato a origem e o significativo da curiosa expressão:"Gente, criptógamo carnudo é um tipo de cogumelo. Os Espíritos que ditaram a obra "Os Quatro Evangelhos" se serviram dela apenas para efeito de analogia, e o próprio Codificador serviu-se de comparações semelhantes em outras oportunidades."

Depois de breve intervalo, o encontro foi encerrado com a promoção de uma pequena mesa redonda, que contou com a participação de todos os congressistas, a fim de atender às dúvidas dos participantes do Congresso, seguida de nova apresentação do Quarteto de Cordas de Goiânia e emocionada prece de agradecimento feita pelos companheiros do Centro Regeneração. Antes de sua conclusão, no entanto, Jorge ainda brindou ao público presente com a distribuição de exemplares de uma obra de Émilie Collignon até então inédita em português - "A Educação Maternal - O Corpo e o Espírito", traduzida e editada aqui no Brasil por sua iniciativa.

Como saíram todos com gostinho de "quero mais", a próxima edição do Congresso Jean Baptiste Roustaing já tem local e data definidos: será aqui, no RIO DE JANEIRO, promovida por nossa CASA , e será realizada em junho de 2007.Considerem-se todos, desde já, nossos convidados!


VEJA TAMBÉM OS VÍDEOS DOS CONGRESSOS ROUSTAING

CONGRESSO EM BRASÍLIA COMEMORA OS 200 ANOS DE ROUSTAING (2005)

"A Verdade para triunfar, para ser aceita, tem primeiro que se chocar com a contradição dos homens" - Jean Baptiste Roustaing

Com promoção do "Grupo Espírita Regeneração" (DF/GO), e entidades amigas realizou-se nos dias 18 e 19 de junho, em Brasília, o I Congresso Roustaing.

A iniciativa faz parte da agenda de comemorações previstas para todo o Brasil, este ano, para comemoração do bicentenário do Apóstolo de Bordeaux, Jean Baptiste Roustaing, autor da obra "Os Quatro Evangelhos".

A agenda de conferências transcorreu da manhã de sábado até as 13 horas de domingo, e contou com a participação dos confrades Ariston Santana Teles ("O Cristo de Deus"); Jorge Damas Martins, ("J.B. Roustaing, Vida e Obra") e Julio Damasceno ("O Corpo Fluídico do Cristo - Novas Perspectivas").

A CASA esteve representada por uma pequena comitiva e, ao final do encontro, teve nele uma participação especial fazendo o pré-lançamento da obra intitulada "Jean Baptiste Roustaing, Apóstolo do Espiritismo", dos prezados confrades Jorge Damas Martins e Stênio Monteiro de Barros.

Esta obra está sendo especialmente este ano sob os auspícios da CASA DE RECUPERAÇÃO E BENEFÍCIOS BEZERRA DE MENEZES, como o ponto alto de suas homenagens ao inesquecível presidente da Ordem dos Advogados de Bordeaux e, como tudo o que fazemos, sua distribuição será GRATUITA. A série de eventos que marca a comemoração do 200° aniversário de Roustaing prosseguirá ainda depois deste Congresso, em diversos centros espíritas de todo o Brasil, até o final do ano.

Na nossa CASA teremos, em outubro, especialmente na semana do dia 15 (data de nascimento de Roustaing), uma semana repleta de palestras comemorativas e mais uma pequena exposição com fotos e documentos do grande homenageado e seus contemporâneos.

Esse material faz parte do acervo que deu origem ao livro que está sendo lançado e resulta de um trabalho de pesquisa feito por seus autores nos últimos 18 anos, com mais de vinte mil páginas de fontes históricas primárias reunidas ao longo deste tempo. Ao final do ano este acervo será transferido para a sede de nossa CASA, e depois será progressivamente publicado em nossa página na internet, no "Museu Virtual" Jean Baptiste Roustaing.

Ao final do CONGRESSO, muita emoções e confraternização geral. Saimos todos com a certeza de estar começando uma nova etapa na divulgação de "OS QUATRO EVANGELHOS".







DIA DE SOL, FESTA DO CORAÇÃO

Saimos do Rio ainda cedo, em pleno sábado,18 de junho. O céu estava esplendoroso, absolutamente azul. No aeroporto, os sorrisos largos e os abraços destacavam-se na multidão, como que a dizer a todos que aquele grupo tinha motivos para uma alegria realmente especial. Éramos poucos, mas sentíamos claramente estar representando a nossa CASA num momento importante: dirigíamo-nos ao primeiro Congresso Jean Baptiste Roustaing.

Na chegada, a hospitalidade dos promotores do Congresso – os companheiros dos Grupos Regeneração (DF e GO) – providenciou para que nos buscassem no desembarque. Eram 10 horas da manhã. Corremos para não atrasar a agenda do evento – o início do programa previa a primeira palestra para as 10 horas. Chegamos céleres no bonito auditório do Parla-Mundi da LBV, onde nos aguardavam mais de cem pessoas.

Depois da cerimônia de abertura do Congresso, a primeira apresentação foi a do confrade Ariston Santana Teles, do Instituto Vitória Régia, fazendo a Conferência Magna “O Cristo de Deus”. Ariston é velho companheiro nosso, muito ligado ao movimento de divulgação da Obra de Pietro Ubaldi. Foi ele o responsável pela idéia de se fazer os congressos de Ubaldi, há dez anos atrás, tendo sido também o responsável pela realização do primeiro evento, exatamente em Brasília, no mesmo Parlamundi, em 1995. Vê-lo, ao palco, com o seu já conhecido bom humor, contando os seus “causos” cheios de "baianidade”, foi para alguns como entrar no túnel do tempo, lembrando do primeiro Congresso Ubaldi, mas ao mesmo tempo despertou uma clara percepção de que um novo ciclo de divulgação da obra de Roustaing ali se iniciativa.

Após a pausa para o almoço, veio a palestra do prezado Jorge Damas Martins, com o ponto alto do evento: a apresentação de dados inéditos sobre a vida de Jean Baptiste Roustaing, pesquisados em quase vinte anos de trabalho pelo próprio Jorge e pelo Stenio Monteiro de Barros, outro grande companheiro de ideal.

Finalmente, encerrando a programação da tarde do primeiro dia do Congresso, uma palestra do nosso irmão Júlio Damasceno, procurando trazer novos elementos para reflexão sobre a questão do corpo fluídico de Jesus.

O público vibrou, principalmente com as revelações sobre a biografia de Roustaing: quanta dignidade, quantos exemplos de vida, de correção, de justiça... Roustaing foi realmente um “apóstolo do Espiritismo”, um apóstolo que se revelou por sua obras, tanto na sua vida pessoal como na seara doutrinária.

A grande surpresa do dia, no entanto, só veio ao final, depois das palestras. A nossa CASA ofereceu a todos os presentes, naquele momento, os primeiros exemplares do livro que estamos publicando em comemoração ao bicentenário de Roustaing, chamado “Jean Baptiste Roustaing, Apóstolo do Espiritismo”. Trata-se de um belo volume, de mais de 600 páginas, de autoria de nosso irmão Jorge, trazendo um grande resumo de tudo o que se descobriu sobre o antigo bastonário.

Foi um momento de emoção. Um pouco pelas palestras, um pouco pela oferta do livro meio “de repente”, o fato é que as pessoas ficaram muito sensibilizadas. Acreditamos que sentiram realmente, em seus corações, que estávamos ali representando uma CASA amiga, que compartilha a mesma visão da unicididade conceitual entre Kardec, Roustaing e Ubaldi, e que estávamos realmente dispostos a todo tipo de sacrifício para que o maior número de pessoas conhecesse e respeitasse o trabalho do missionário de Bordeaux.

No dia seguinte, a programação começou com um pequeno debate, reunindo os confrades Jorge Damas e Felipe Salomão, de Franca, concluindo-se o evento com um debate aberto entre o público e os palestrantes.

Saímos todos com a vontade de “quero mais”, já pensando nas futuras edições do Congresso. O de 2006 será em Goiânia, mas o de 2007 será aqui no Rio, promovido pela nossa CASA. A responsabilidade será muito grande! Que Deus abençoe ao Apóstolo de Bordeaux, e que nossos esforços possam ser úteis, realmente, na promoção desta que constitui a “nova edição” dos Evangelhos do Cristo, revistos, ampliados e comentados – a magistral obra “Os Quatro Evangelhos”.

(Transcrição do texto publicado nas edições 150 e 152 de O Cristão Espírita")


VEJA TAMBÉM OS VÍDEOS DOS CONGRESSOS ROUSTAING